• 24/11/2015// Por: Camila Pavani

    Case inovador transforma seu celular em vibrador

    izivibe

     

    Os smartphones já fazem tantas coisas que acaba sendo difícil listar todas as suas possibilidades. Mesmo assim, uma empresa parece estar disposta a adicionar uma nova funcionalidade a estes aparelhos, fazendo com que eles funcionem também como vibrador.

    Para isso, a proposta é um case para celular inovador, chamado de Izivibe, que deverá chegar ao mercado em breve, segundo o site do produto. A proposta é que o acessório venha com um consolo feito em silicone médico e hipoalergênico, que deve ser acoplado ao aparelho no momento de usar. Ele potencializa a vibração do seu smartphone e possui até 7 velocidades distintas, permitindo que você use a que mais gostar.

    Também será possível compartilhar seus estilos de vibração preferidos com quem você quiser, permitindo uma experiência à distância muito mais real para casais que vivem longe. Agora resta esperar o lançamento oficial do produto, ainda não divulgado pela empresa.

     

    Lá do Hypeness


    Gostou? Compartilhe

  • 28/04/2015// Por: Camila Pavani

    Designer cria vibrador que guarda cinzas do marido

    vibrador-cinzas

     

    “Uma janela que permite voltar para as memórias íntimas de um amor perdido, oferecendo a possibilidade de conservar e mostrar um desejo imortal”. Esta é a definição do designer holandês Mark Sturkenboom sobre sua nova criação: um vibrador com um compartimento para guadar as cinzas de um falecido.

    Batizado de “21 gramas”, em referência tanto à quantidade de cinzas que o objeto pode comportar quanto à teoria de que este valor é o peso da alma, o produto é destinado à viúvas que não queiram se desligar do antigo amor.

    O vibrador é vendido em uma caixa que contém ainda difusor de aroma e caixas de som que podem ser compartilhadas com iPhones, para “reviver os momentos com o perfume e músicas dele”.

    A chave que tranca a caixa é banhada em ouro e pode ser usada como um colar, para ser “carregada perto do coração”.

     

    Notícia do Diário Online


    Gostou? Compartilhe

  • 05/03/2015// Por: Camila Pavani

    Pau de selfie? Vibrador permite filmar interior da vagina

    pau-de-selfie

     

    A moda do “pau de selfie” está ganhando contornos cada vez mais exóticos. A loja erótica inglesa Lovehoney está vendendo um vibrador com uma câmera na ponta. Sim, uma câmera. A funcionalidade? A lente permite fazer gravações online do interior da vagina.

    Com um conector em uma de suas extremidades, o brinquedo permite que vídeos sejam gravados e publicados instantaneamente no aplicativo audiovisual FaceTime, da Apple. O “pau de selfie” é a prova d’água e, segundo vídeo tutorial de como utilizar o acessório, bastante resistente.

    “[O brinquedo] permite que os usuários conheçam o interior de seus corpos graças a ótima resolução e definição das imagens”, disse o porta-voz de Lovehoney. “Graças ao FaceTime, compartilhar o vídeo com seu parceiro fica mais fácil, esteja você próximo ou distante dele”, finalizou.

    O brinquedo não custa pouco. Para adquirir um desses, o usuário gasta cerca de 119 libras (aproximadamente R$ 528). Ainda assim, o ritmo de vendas tem deixado a loja contente.

    Com informações do Independent.

     

     

     

     

    Vi no Terra Mulher


    Gostou? Compartilhe

  • 28/02/2015// Por: Camila Pavani

    Linha erótica para evangélicos tem vibrador líquido e gel ‘virgem de novo’

    inheaven

     

    Conquistar o direito de sentir prazer sexual – dentro do casamento entre homem e mulher, é claro – é o novo desafio da vanguarda evangélica após o abandono do modelo coque/saia e a criação do funk gospel. Para João Ribeiro e Lídia Ribeiro, membros da Congregação Cristã, uma das mais tradicionais do País, isso significa mais: ter um espaço nas prateleiras dos sexshops para produtos evangélicos. Eles apostam suas fichas na criação de uma linha voltada exclusivamente para o público religioso.

    A procura de itens eróticos para apimentar a relação não é novidade no meio gospel. O iG mostrou que óleos de massagens e vibradores líquidos estão entre os produtos mais procurados pelos fiéis em sexshops. Mas o uso ainda é debatido dentro das igrejas. Para superar o tradicionalismo, os empresários tratam a nova linha, batizada In Heaven, como “novo segredo de um casamento feliz”. Os produtos serão lançados na 22ª Erótika Fair, principal feira do mercado erótico, realizada em São Paulo, entre 6 e 8 de março.

    (mais…)


    Gostou? Compartilhe

  • 29/11/2013// Por: Jean Vieira

    Já conhece o despertador vibrador?

    vibrador

    Já foi apelidado de “despertador mais escandaloso do mudo” mas a verdade é que pode ser também a solução pra um acordar mais feliz. Se o seu toque do despertador torna tudo doloroso, por que não acordar com prazer? O Little Rooster precisou de 2 anos e mais de 300 protótipos pra dar certo, mas agora parece estar pronto para fazer a alegria da mulherada.

     

    O processo é simples – você coloca o vibrador na parte da frente da calcinha, com a perninha do produto entre as coxas. Depois é só programar a opção que mais lhe convém et voilà. O criador,Tony Maggs, promete que em poucos segundos você esquece que ele está lá, pode mexer-se na cama que ele não sai do lugar e que nenhuma parte é usada internamente.

     

    vibrador2

    O que torna o Little Rooster irresistível é que ele prolonga e melhora aquela sensação de semi-consciência, quando você ainda não está realmente acordada – ao contrário de um despertador convencional, que arruína esse momento. Agora você pode continuar sonhando acordada, com um sorriso no rosto e que rapidamente contagiará seu parceiro.

    O vídeo abaixo mostra quão confortável pode ser o Little Rooster.

     

    Via Hypeness.


    Gostou? Compartilhe

  • 27/07/2016// Por: Camila Pavani

    Para elas: novo dispositivo que faz sexo oral em mulheres

    fiera_hand_hero

     

    Quem disse que para receber um belo oral precisa estar com alguém? Para os homens essa questão já foi desmistificada anos atrás quando criaram o simulador de sexo oral, facilmente encontrado em sex shops por aí. Mas até agora ninguém havia pensado nelas.

    Quando se trata de prazer na categoria solo as mulheres contam com vários acessórios como vibradores e consolos que simulam a penetração ou estimulam por meio de vibração, mas nada que simule realmente o sexo oral; e nós aqui do blog sabemos que várias mulheres têm dificuldade em atingir o orgasmo pela penetração, sendo o clitóris o principal (e as vezes único) ponto de prazer.

    E então entra a ciência mais uma vez para melhorar a vida sexual de todos! Uma empresa norte-americana desenvolveu um simulador de cunilíngua (sim, aprendemos que essa é a palavra para sexo oral feminino) e utiliza sucções gentis para estimular o clitóris. O aparelho chamado Fiera® Arouser For Her™ foi testado inicialmente em um estudo com mulheres entre 24 e 69 anos para saber quais efeitos teria sobre a rotina dessas mulheres no dia-a-dia e no relacionamento.

    Os resultados foram surpreendentes, mais de 80% confirmaram que a estimulação diária através da sucção aumentou a libido e o tempo de sexo após o uso. Além disso, o estudo também abordava a faixa etária de início da menopausa e essas mulheres apresentaram aumento na lubrificação e tornaram o sexo nessa etapa mais tranquilo.

    Essa maravilha já está disponível no mercado, se você estiver disposta a desembolsar $250.00 (aproximadamente  R$ 822.27). Caso contrário, você pode usar a notícia que postamos aqui no blog sobre como os lactobacilos ingeridos durante o sexo oral podem fazer bem para a saúde clicando aqui e pedir uma forcinha na sua rotina sexual, tudo pelo bem da saúde!


    Gostou? Compartilhe

  • 13/06/2016// Por: Camila Pavani

    5 crimes sexuais pra lá de bizarros

    crimes-sexuais-bizarros-sofa

     

    1) Era um sofá muito gostoso

    Muitas pessoas gostam de decoração – algumas gostam muito mais. É o caso do quarentão americano Gerard Streaton, preso em flagrante por praticar sexo com um sofá numa via pública. Pois é, parece que ele levou a expressão “love seat”, popularizada pelas grandes redes de salas de cinema, a sério demais. Gerard foi detido em setembro de 2012, em Waukesha, no estado de Winsconsin, quando se engraçava com o estofado abandonado e foi surpreendido por um policial.

    O agente estava fora de serviço, e, para a infelicidade de Gerard, fazia cooper pelo bairro onde o crime aconteceu. Os registros da polícia informam detalhes constrangedores, como o fato de ocorrer penetração entre duas almofadas. Como estupro de mobília não é um crime previsto em nenhum código penal do mundo, as autoridades tiveram de classificar a situação como atentado ao pudor. Na casa de Gerard, a polícia também encontrou material pornográfico classificado como de”conteúdo variável”.

    As autoridades não divulgaram se as imagens do acervo pessoal do infrator incluíam sofás ou qualquer outra peça de mobília. Ou mesmo pessoas. E, como não havia seres humanos ou animais envolvidos no crime, Gerard acabou sendo liberado após pagar os custos de seu julgamento, no valor deUS$ 243, o que seria suficiente para comprar uma poltrona e um pufe. Em seu perfil no Twitter, Gerard mostrou que é original para além de suas práticas sexuais. Brincou que o estofado se chama Sofarella e que os dois estão namorando.

     

    2) Amante extra-virgem

    Uma garrafa de azeite de oliva e um ato falho destruíram um relacionamento na Flórida, em 2012. Tudo começou quando Barbara Hall,de 60 anos, e o namorado 15 anos mais novo estavam em um momento romântico no quarto e se deram conta de que estavam sem lubrificante íntimo. Ela pensou então uma solução criativa: usariam um frasco de azeite de oliva em spray que estava na cozinha. O problema é que produto tinha nome de mulher, Pam, o que causou um imbróglio.

    Ao ser questionado se poderia trazer Pam para a cama, o namorado ficou desconcertado e admitiu ter tido um caso com Pam, uma mulher, durante um passeio de barco, mas garantiu que aquilo era coisa do passado. Ele achou que estava levando uma bronca. Só que Barbara se referia a Pam, o azeite/lubrificante. Ela ficou transtornada com a história do romance com Pam, a mulher, e bateu no namorado repetidamente com o frasco de Pam, o azeite.

    A violência foi tamanha que a polícia precisou intervir, depois de ser acionada pelos vizinhos. Na delegacia, Barbara se fez de desentendida e disse não se lembrar do ocorrido. Em tempo: o azeite extravirgem é rico em ácidos graxos monoinsaturados, que integram as membranas nervosas e favorecem a transmissão de informações no cérebro. Ou seja, Pam, o azeite, faz bem para a memória. Ainda que Pam, a amante, não fosse exatamente inesquecível.

     

    3) O roubo banal do vibrador de ouro

    Um homem descrito como bonito, educado e bem-vestido entrou durante o dia em uma loja de Brasília. Discretamente, mostrou à vendedora uma arma que carregava na cintura e pediu o dinheiro do caixa. Como a gaveta estava vazia, ele decidiu improvisar e acabou roubando a primeira coisa chamativa que viu pela frente. O fato é que a loja era uma sex shop de luxo. Então, a primeira coisa chamativa calhou de ser um reluzente vibrador banhado a ouro, em exibição na estante. O valor do brinquedo roubado foi estimado em R$ 8 mil em 2012, ano em que o crime aconteceu.

    O produto tinha nome e sobrenome: Lelo de Ouro. Era nada menos que a peça mais importante do mostruário da sex shop e chamava a atenção dos clientes desde a inauguração da loja, meses antes do assalto. A relevância do acessório não se mede em centímetros (apenas 10), mas em quilates: 18, um número respeitável.

    Marcelo Araújo, proprietário da loja, disse à imprensa na época que seria muito difícil o ladrão conseguir comercializar a peça clandestinamente, devido a seu alto valor – e, claro, à sua finalidade tão específica. Uma opção seria derreter o brinquedo e vender o ouro. Uma outra possibilidade seria o criminoso ficar com o produto e usufruir de seus recursos ele mesmo.De acordo com a loja, o Lelo de Ouro, além de estimulante erótico, também pode ser usado como massageador. Aí, bem, vai do desejo de cada um.

     

    4) Está chovendo calcinhas

    Os moradores de um prédio na cidade de Yulin, na região autônoma deGuangxi, no sul da China, foram surpreendidos por uma situação constrangedora, ao voltar do trabalho no fim do dia, em 2012. Conjuntos de roupa íntima de todas as mulheres do condomínio foram metodicamente alinhados no chão à frente do conjunto residencial. Essa exposição foi obra da polícia, que precisava contar as calcinhas e os sutiãs encontrados em um esconderijo na escada de incêndio do condomínio.

    Eram cerca de 2 mil pares, armazenados por meses em um vão no teto. Com o peso, o gesso cedeu, provocando uma chuva interna de lingerie, que culminou com a chegada da polícia. Mais tarde, descobriu-se que as peças foram roubadas dos varais por um morador do prédio, que não teve o nome divulgado. As imagens, captadas pelo jornal local South China Morning Post, revelam que o tarado do condomínio não tinha preferência por um tipo específico de roupa íntima. Havia tanto itens confortáveis como as da personagem Bridget Jones, como combinações de renda diminutas como se vê em filmes para adultos. Também havia uma enorme variedade de cores e estampas.

    Em 2012, os furtos de roupa íntima proliferaram na China. Pouco tempo depois da detenção do tarado do condomínio, a polícia do país desvendou dois casos semelhantes. Um rapaz usava as peças como estímulo sexual. Outro, mais velho, roubava calcinhas para vesti-las no dia a dia.

     

    5) Quase um MC Catra

    Aos 44 anos, o norte-americano Corey Curtis tinha nove filhos com seis mulheres diferentes. Com uma dívida de pensões alimentícias acumulada em US$ 50 mil, o garanhão foi parar na Justiça. É claro que Corey tinha tudo para perder o processo – e perdeu. Surpreendente mesmo foi a pena estabelecida pelo juiz Tim Boyle, da corte do condado de Racine, no estadode Winsconsin: além de pagar o que deve, mais US$ 40 mil em juros, esse pai de famílias ficou proibido judicialmente de procriar. Isso mesmo, uma liminar o impede de ter mais filhos antes de quitar seus débitos.

    “O bom senso ensina que você não deve ter filhos se não pode sustentá-los”, declarou o juiz. “Vou fazer disso (o controle de natalidade do réu) uma condição para a liberdade condicional.” O fato é que Corey já havia sido preso diversas vezes nos últimos dez anos por inadimplência com as pensões das crianças. “É uma pena que a corte não tenha autoridade para esterilizá-lo”, acrescentou Boyle, que, ufa, não mencionou a possibilidade de capar o pai inadimplente.

    Não ficou claro na sentença qual seria a punição aplicada a Curtis caso seu número de filhos chegasse a dois dígitos. Para o réu, a decisão do juiz foi apressada.De todo modo, ele se comprometeu a cumpri-la. O método contraceptivo para o cumprimento da ordem ficou a critério do réu e não foi revelado. Ao menos, Corey não foi proibido de manter relações sexuais protegidas.

     

     

    Só podia ser coisa do Mundo Estranho


    Gostou? Compartilhe

  • 04/05/2016// Por: Camila Pavani

    As 10 patentes sexuais mais bizarras

    bizarro sexo

     

    1) BANHEIRA MASTURBATÓRIA

    Com a ideia de permitir um tratamento terapêutico para “doenças peculiares do sexo feminino”, esse mecanismo teve sua patente registrada em janeiro de 1900 e consiste de um consolo preso a um banco dentro de uma espécie de banheira capaz de massagear as partes íntimas das mulheres com jatos de água. Na prática, seria uma forma de esposas consideradas “histéricas” usarem um caro brinquedo sexual comunal para compartilhar infecções fúngicas

     

    2) SIMULADOR OSCILANTE DE INTERCURSO

    Idealizado em 2003, esse projeto consiste em de um pênis artificial preso a um pêndulo movido por um motor elétrico para imitar as relações sexuais, permitindo o controle da amplitude dos movimentos. Embora não fique claro o porquê do consolo estar partido em dois na imagem, talvez isso seja indício dos riscos vindos de usar uma arma de cerco como base para um brinquedo erótico.

     

    3) BRINQUEDO SEXUAL COM CAVIDADE

    Alguma vez você já quis se masturbar com um presente especial recebido da pessoa amada, uma foto dela, uma mecha de seu cabelo ou qualquer outra coisa medonha, mas acabou desistindo por conta da falta de praticidade da ideia? Com esse consolo transparente e oco registrado em 2010, você poderia inserir o que quiser no consolo e se divertir sem medo – exceto o de que o alvo de suas afeições descubra sua excêntrica inclinação sexual.

     

    4) BASTÃO PENETRADOR

    Se você conseguir encontrar alguém que não corra quando ver você com esse negócio na cara, poderá ter certeza de que encontrou uma pessoa realmente corajosa. Quanto ao funcionamento do aparato, cuja patente é datada de agosto de 1999, o GIF abaixo explica tudo – por mais medonho que pareça.

     

    5) DESPERTADOR ÍNTIMO

    Registrado em setembro de 2010, esse brinquedo sexual só possui uma diferença com relação a um vibrador comum: você pode programá-lo para se ativar automaticamente em determinados horários. Muito útil para pessoas que precisam de um contato mais… profundo para acordar na hora certa – se é que vão conseguir dormir com esse negócio dentro do corpo, é claro.

     

    6) PROTETOR CONTRA DOENÇAS 

    O sonho de todo hipocondríaco, essa roupa feita de um material plástico flexível – preferencialmente transparente – foi pensada como uma forma de evitar patógenos transmitidos por meio de contato direto. Vista isso e você nunca mais terá que se preocupar com ebola, hanseníase ou o toque de outro ser humano.

     

     

    7) TOMÓGRAFO ERÓTICO

    Basta que sua parceira se deite e se dobre dentre deste mecanismo idealizado em 2010 para que você nunca mais tenha dificuldade em ajustar o ângulo e a altura de seus órgãos na hora da penetração. Certamente deve ser tão gostoso quanto transar com alguém que está dentro de uma máquina de tomografia computadorizada.

     

    8) GUARDANAPO ÍNTIMO FEMININO

    Pensando em facilitar a vida de homens que desejam manter relações com suas parceiras mesmo durante sua menstruação, o idealizador desse projeto pensou em um sistema que poderia ser acoplado às partes femininas com adesivos e contaria com uma entrada para um compartimento do um saco cheio de anéis, dobras e protuberâncias imitando uma vagina. É difícil imaginar uma relação sexual entre duas pessoas ficando mais estranha que isso.

     

    9) RALADOR DE LÍNGUA

    Se você sempre achou que sua performance na hora do sexo oral seria melhorada consideravelmente se você tivesse uma língua como a de Gene Simmons, então provavelmente vai gostar desta ideia. Contando com ondulações e protuberâncias, esse acessório conta com um suporte bucal, o que permite seu uso sem ocupar suas mãos e faz, segundo a patente, que o produto tenha uma “demanda incontestável”.

     

    10) DESENTUPIDOR PEITORAL

    Registrada em 1974, a patente desse “revolucionário” produto consiste basicamente de dois desentupidores que seriam usados para forçar o crescimento dos seios em mulheres menos avantajadas – uma ideia parecida com a das bombas penianas aparecem em filmes de comédia como os de Austin Powers. Embora a eficiência do sistema seja questionável, ele certamente serve como a desculpa perfeita para o surgimento de marcas estranhas na região.

     

    Mais uma doidera do Blog Mega Curioso


    Gostou? Compartilhe

  • 19/03/2016// Por: Camila Pavani

    OMGYES, o site que ensina as mulheres a terem orgasmos

    orgasmo-terapeutico

     

    Sempre achei assustador que metade das brasileiras entre 18 e 25 anos nunca tenham se masturbado – pelo menos foi o que elas declararam numa pesquisa do Prosex (USP). Não à toa recebo dezenas de perguntas, por email e nas palestras que realizo, sobre como chegar ao orgasmo. Como se houvesse uma única resposta, do tipo “vire à direita no semáforo e siga até a esquina da padaria”. Você consegue imaginar METADE dos brasileiros sem jamais ter tocado umazinha? Pois é: o tabu do prazer feminino é tão absurdo que não exploramos nossos corpos sozinhas e, portanto, esperamos que o outro nos dê (ou não) aqueles deliciosos tremeliques.

    Rob Perkins e Lydia Daniller não se conformam com essa triste realidade. Criaram o site OMGYES (algo como “Ah, meu Deus, sim!”, a expressão remete ao gemido de prazer) depois de entrevistar mais de mil mulheres sobre as formas como elas mais gostavam de ser tocadas. Eles compilaram as técnicas mais comuns, explicando em detalhes. Mais do que isso: publicaram vídeos curtos em que algumas voluntárias mostram, explicitamente, como fazem para gozar. Não é pornografia, não é de graça. Para acessar o conteúdo, é preciso se cadastrar e pagar uma taxa equivalente a R$ 224. Nesta entrevista, Rob e Lydia contam o que descobriram em suas pesquisas e como pretendem contribuir com um mundo livre de orgasmos fingidos.

    – Quando e por que vocês decidiram criar o OMGYES?

    LYDIA – Tudo começou numa conversa entre amigas. Estávamos compartilhando alguns detalhes explícitos sobre como gostamos de ser tocadas. Foi muito útil ouvir o insight umas das outras sobre o prazer. Por exemplo, algumas do grupo concordaram que movimentos contínuos são essenciais para o orgasmo, enquanto outras discordaram dizendo que os movimentos precisam ser imprevisíveis. Então procuramos por pesquisas sobre o prazer feminino para saber se existia consenso em alguns temas, se as técnicas que estávamos discutindo tinham nome. Ficamos surpresas e um pouco decepcionadas ao descobrir que nunca estudaram formas específicas de tocar a vulva. Decidimos criar uma empresa, obter financiamento e começar uma pesquisa. Em vez de apresentar uma lista de fatos, reuniríamos histórias reais – faríamos desses relatos e experiências pessoais algo acessível e divertido como foram as nossas primeiras conversas sobre o assunto.

    – Como é a plataforma, o que vocês oferecem exatamente e quanto custa?

    LYDIA – Fizemos um site para mostrar que, embora o prazer feminino seja complexo, não é total incógnita: todo mundo é diferente, mas algumas coisas levam a maioria das mulheres ao orgasmo. Queríamos reunir isso e oferecer de um jeito prático. Percepções de pessoas reais, não de especialistas em sexo. Para que outras tentassem em casa também, não apenas assistissem ou ficassem na teoria. A primeira série do projeto OMGYES tem 10 seções sobre as principais formas de estimulação do clitóris – durante o sexo, com o dedo ou a língua. Temos 50 vídeos curtos em que mulheres explicam e mostram explicitamente variações de como gostam de ser tocadas. Também oferecemos vídeos “tocáveis” (em telas touch de celular, tablets e computadores) em imagens de vaginas para treinar os movimentos e receber um feedback – se está fazendo certo. O valor para assinar essa fase 1 é de 59 dólares (em média R$ 224). Você compra e tem acesso por tempo indeterminado ao conteúdo.

    – Quantas mulheres foram entrevistadas para construir essa espécie de “guia”? Vocês descobriram dicas específicas que funcionam para muitas delas gozarem?

    LYDIA – Fizemos mil entrevistas em profundidade e alguns insights para o prazer apareceriam várias vezes. As formas de expressá-las eram um pouquinho diferentes, mas significavam a mesma coisa: antes do orgasmo, precisavam de “consistência no movimento”, “continuar desse jeito” ou “não mudar nada”. Depois, conduzimos uma pesquisa quantitativa com mais mil mulheres, entre 18 e 95 anos, e descobrimos quais técnicas eram as mais prevalentes.

    – Você gosta daqueles “passo-a-passo para o orgasmo” publicados nas revistas femininas? Tenho a impressão de que se generaliza tanto… como se o sexo e o prazer tivessem uma “fórmula” simples.

    LYDIA – Então, na verdade é um erro chamar os tópicos do OMGYES de “técnicas”. São várias categorias de insights que levam a ter mais prazer. Como eu disse, embora o prazer feminino seja complexo e diferente para cada uma das mulheres, algumas coisas são comuns para muitas. E juntamos tudo isso de uma forma didática.

    – Por que o prazer sexual das mulheres ainda é um tabu? Ter um vibrador, por exemplo, ainda faz com que algumas pessoas nos rotulem como “vadias”.

    LYDIA – Nossa cultura tem constrangido fortemente a sexualidade feminina por tanto tempo que ainda é polêmico entrar em detalhes. O tabu impediu conversas abertas e francas, assim como pesquisas sobre o assunto. Então a desinformação e a vergonha vêm à tona como obstáculo ao prazer.

    – O número de mulheres com dificuldades para “chegar lá” é inacreditável. Estima-se que uma em cada três brasileiras nunca teve um orgasmo. Quais as causas desse absurdo?

    ROB – O mais interessante em nossa pesquisa foi perceber como a estimulação do clitóris durante o sexo aumenta o prazer e as chances de ter um orgasmo. Alguns dados: 36,6% das mulheres disseram que precisam que o clitóris seja estimulado para ter um orgasmo durante a penetração; apenas 18,4% delas conseguem ter orgasmo somente com a penetração vaginal; 7,5% nunca têm orgasmos durante a penetração. A questão é que existem muitas formas diferentes de estimular o clitóris – e o que funciona num dia pode não funcionar no outro. Estamos tentando jogar luz sobre essas possibilidades para que as pessoas explorem como tornar o prazer ainda maior.

    – Você acha que os homens têm responsabilidade na falta de orgasmos femininos? O que eles poderiam fazer para nos ajudar?

    ROB – Perguntamos a 1055 mulheres americanas entre 18 e 95 anos o que faz um bom parceiro sexual. As três características mais comuns foram: 91% disseram que ele/ela “se dedica a descobrir o que eu gosto”; para 89% das respondentes, ele/ela “presta atenção se estou curtindo o sexo enquanto acontece”; 73% defendem que ele/ela “está disposto a experimentar e testar novas técnicas para me dar ainda mais prazer”. Apenas 6,3% das participantes da pesquisa afirmaram que um pênis grande era muito importante e 11,5% gostam que o sexo dure bastante tempo. Esses dados são bem diferentes do que filmes e revistas nos fizeram acreditar sobre o que seria “bom de cama” – alguém que telepaticamente sabe o que fazer em cada momento do sexo. Explorar sempre o outro, conversar sobre o que está funcionando ou não, pedir por feedback são atitudes essenciais. Nossa pesquisa mostra que as mulheres em relacionamento que estão constantemente buscando como tornar o sexo mais prazeroso têm 5 vezes mais chance de serem felizes e 12 vezes mais chance de ficarem sexualmente satisfeitas.

    – Não acho que as mulheres que fingem orgasmos percebem o quanto isso pode ser prejudicial para elas mesmas. Você concorda?

    ROB – Sim. Esperamos que, nos próximos vinte anos, as pessoas olhem para trás e se surpreendam com o fato de termos fingido orgasmos. Do mesmo jeito que olhamos para coisas que aconteciam nos anos 1950 e não acreditamos que era assim. Ao dar acesso a pesquisas sobre o prazer feminino e conversar abertamente, acreditamos que fingir não será mais necessário.

    – Você acha que as pessoas entendem como o prazer sexual é questão de saúde?

    ROB – Prazer sexual é um aspecto importante da nossa vida: torna nossos relacionamentos melhores e nos faz mais felizes. Deveria ser visto como parte da nossa saúde e bem-estar, mas o tabu é tão grande que instituições têm receio de falar sobre isso e pesquisar o prazer em detalhes. Acho que está mudando e as pessoas estão mais dispostas a se abrir e explorar o assunto.

    – Vocês planejam expandir o OMGYES e traduzir o conteúdo para outros idiomas?

    ROB – Sim. Já está traduzido em muitos idiomas, incluindo português! Nos próximos meses vamos disponibilizar esse conteúdo. Estamos pesquisando material para a segunda série do OMGYES – abordando como a gravidez, o parto e a menopausa mudam a forma como as mulheres sentem e obtêm prazer. Ainda há tanto para explorar que isso é apenas a ponta do iceberg.

     

    Fonte: Nathalia Ziemkiewicz em Yahoo Vida e Estilo 


    Gostou? Compartilhe

  • 16/11/2015// Por: Camila Pavani

    Educação em pessoa

    rapidinhaleitor211

     

    Oi Acid!

    Como várias garotas por aqui, sempre acompanho o blog e nunca tive coragem de escrever. Já tive dezenas de encontros estranhos e sexo decepcionante, mas decidi contar uma das minhas ultimas experiencias.
    Eu terminei um noivado e estou naquela onda do sexo casual com qualquer coisa que se move (me julguem). No auge dos meus 26 anos, decidi que era hora de apelar para os novinhos! Comecei um novo trabalho e no meu serviço havia um guri de 18 aninhos com cara de malandro e cobiçadíssimo, até apelidaram ele de Príncipe! Menino lindo, com o corpo perfeito e super educado…. educado mesmo!!!

    Como ele vivia andando de bicicleta e trabalhamos de madrugada, decidi que podia dar umas caronas para o coitado, ele morava perto de casa e não custava nada. A Gasolina tá barata (só que não)!
    Em uma dessas caronas, rolou um beijo e eu perdi o ar! Pensei POORRRRAAAA, É HOJE QUE EU ME DOU BEM!!!

    Muito bem, ele me convida para entrar, rola uns beijos ele me deita delicadamente na cama… a coisa vai esquentando e eu quase atacando o menino, quando ele para e pergunta:

    – Desculpa M*, posso tirar a sua roupa?

    Eu meio broxada com a pergunta, porque né?! Essas coisas a gente não pergunta!! Falo que sim e continuo, quando ele para de novo:
    – Posso te chupar?
    E só foi uma sequencia
    – Posso ir mais rápido?
    – Você gosta que eu vá por cima?
    Você prefere que eu vá mais devagar?
    – Posso meter com força?
    GEENTEE MUITAAA PERGUNTA E POUCA AÇÃO!!! Mas o pior, o pior mesmo foi reparar que ele fazia caretas!

    Sim caretas! Ele ficava vesgo, fazia boca de velho, colocava a língua pra fora, arregalava os olhos. Eu ficava na dúvida se eu estava matando o menino ou se ele estava gostando; ou se ele tava tirando onda comigo! Só tive vontade de rir! Mas a gente tava ali, eu não tinha nada pra fazer então vamos continuar né?

    Nessas horas, acids queridas, só lembro de um sábio conselho que recebi de um amigo:

    Não tá bom? Vá por cima!! Virei o jogo, fui por cima fechei o olho pra não ver a careta e só pensei comigo: Cara, goza logo! Mas óbvio que nessas horas o cara sempre demora. Enfim a coisa terminou e sai de lá correndo!

    Pior foi o guri achar que eu estava apaixonada por ele! Achou que eu não ligar, não mandar mensagem e nem procurar ele não passasse de um jogo de sedução! Tive que ouvir ele perguntar ainda se eu estava de boa, que ele não queria namorar, pra eu não ficar chateada com ele.

    Sério me senti até ofendida!

    Enfim, essa foi minha ultima experiência broxante! Agora prefiro meu vibrador… ele não faz careta e eu gozo rapidinho!

     

    _________________________________________________

    Tem uma Rapidinha com o Leitor pra contar? Envia para o email blog@acidezfeminina.com.br que nós lemos tudo e postamos as melhores histórias pra vocês!


    Gostou? Compartilhe

Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?