• 02/04/2013// Por: Taty Ferreira

    Pra quem não tem paciência para academia

     

    Quem me acompanha há algum tempo sabe o quanto eu tenho repulsa por academia, essa coisa de ficar presa num lugar puxando e empurrando coisas não é pra mim. É mais ou menos assim, se eu tiver que escolher entre fazer academia e morrer gorda e sedentária, vou escolher morrer gorda e sedentária.

    Mas chega uma hora que a idade vai pesando e essa rotina de trabalhar sentada vai travando nossos músculos e acabando com nosso preparo físico e subir cinco degraus ou carregar as sacolas do supermercado já estava me deixando fadigada.

    Então comecei a pesquisar sobre exercícios físicos que não fossem repetitivos e chatos como academia, pensei em luta, até cheguei a fazer umas aulas, mas como eu nunca havia feito nenhum tipo de exercício na vida estava exigindo demais de mim. Dai pensei no Pole Dance, eu já havia feito algumas aulas de pole dance, tinha adorado e tal, mas achei difícil demais, então descobri que havia aberto uma nova academia recentemente aqui em Uberlândia e decidi ir fazer uma aula experimental.

    E foi então que percebi que eu achava difícil porque na academia que eu fazia antes não havia técnica. A Mari Tanus, minha professora, ensina o movimento passo a passo e torna a coisa toda mais focada na coordenação motora do que no exercício em si e a gente acaba fazendo as coisas sem nem perceber que tá fazendo certo de tão fácil que fica.

     

     


    Na primeira aula já conseguir fazer vários movimentos, e não vou ser hipócrita de dizer que não fiquei cansada, fiquei morta os primeiros dias, hoje, mais de um mês depois de fazer a primeira aula ainda tem dias que saio de lá acabada, mas já vejo os resultados, tanto em relação ao aeróbico quanto a firmeza no corpo – já tenho até muque! hahahaha. Também fico com alguns roxinhos na pele de vez em quando, mas nada que não suma em um ou dois dias.

    O que eu faço não chega a ser o pole dance em si e sim Pole Fitness e é considerado um dos exercícios mais completos por combinar perfeitamente aeróbica (a famosa preparação física x perda de peso) e o trabalho dos músculos.

    Além de Pole Dance, Pole Fitness, existe também o Pole Artístico que é apresentado em competições, circo e espetáculos acrobáticos que não tem como foco a sensualidade.

    Pole é um esporte, embora muita gente não saiba.

    Enfim, estou fazendo este post, pois pode ser que algumas mulheres – e também homens, porque sim, homens, tanto héteros quanto homossexuais, fazem pole fitness e artístico  – também estejam nessa busca por um bom exercício físico que não seja tedioso e rotineiro como academia. E também para as pessoas terem mais conhecimento e menos preconceito em relação ao Pole Dance.

    Se nada der certo, já posso virar Stripper.

     

    Pra quem quiser saber mais é só acessar o Facebook da Scorpion Pole Dance e ficar pasmo com as fotos da Mari Tanus tocando o terror na barra.

     

    PS: tô preparando um vídeo da minha evolução no pole dance que deve ir pro ar nos próximos meses.


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?