• 02/10/2015// Por: Camila Pavani

    O tamanho importa? Baixinhos têm menos parceiras sexuais, diz estudo

    Daniel-Radcliff-4-43

    (Ator Daniel Radcliffe, conhecido por ser um dos atores mais baixinhos de Hollywood com 1,65 m)

     

    A ciência comprovou que, para as mulheres, o tamanho realmente importa – ao menos no que se refere à altura. De acordo com um estudo feito por psicólogos americanos, homens mais baixos que a média têm menos parceiras sexuais que os de altura mediana ou mesmo os muito altos. A razão para isso, de acordo com a pesquisa, publicada na última edição do periódico científico Evolutionary Psychology, é que elas preferem parceiros ligeiramente mais altos que elas.

    “Nossos resultados confirmam que a altura é relevante no mercado amoroso. É possível que, para a maioria das mulheres, exista um certo ‘limiar mínimo de altura’, acima do qual elas vão considerar um homem um parceiro em potencial”, explica o psicólogo David Frederick, professor da Universidade Chapman, nos Estados Unidos, e líder do estudo. “Por isso, homens acima desse limite terão um número similar de parceiras.”

     

    Oito parceiros – O estudo analisou a relação entre peso, altura e histórico sexual de mais de 60000 homens e mulheres heterossexuais entre 30 e 44 anos nos Estados Unidos. De acordo com os resultados, o número médio de parceiros sexuais, tanto para homens quando para mulheres, é de oito parceiros desde o início da vida sexual. No total, 58% dos homens e 56% das mulheres afirmaram ter mais de cinco parceiros sexuais e 29% dos participantes do sexo masculino e 23% do sexo feminino tiveram relações sexuais com mais de 14 pessoas diferentes.

    Contudo, os homens mais baixos que a média (entre 1,57 metro e 1,64 metro) relataram ter apenas cinco parceiros sexuais. Homens entre 1,65 metro e 1,86 metro e os considerados muito altos (a partir de 1,87 metro) têm, em geral, de uma a três parceiras a mais que os baixinhos.

    Em relação ao peso, homens que têm o Índice de Massa Corporal (IMC) médio ou elevado relataram ter o maior número de relações sexuais. Os muito magros – tanto homens quanto mulheres – relataram ter poucos parceiros.

    Segundo os pesquisadores, as causas dessa coincidência podem ser duas: sinais excessivos de magreza causam a impressão de problemas de saúde e, por as mulheres mais magras serem consideradas mais atraentes, elas são mais seletivas – tendo, portanto, menos relações sexuais.

     

    Notícia da Veja


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?