• 04/09/2015// Por: Camila Pavani

    Temperatura de ar condicionado em escritórios é machista? Pois é o que um estudo defende

    pico-do-iglu

     

    Você deve ter lido o título desta matéria e provavelmente se pergunta: “o que a temperatura tem a ver com com a opressão que as mulheres sofrem há séculos”? A gente te explica! Acontece que a Universidade de Maastricht, na Holanda, chegou a uma conclusão um tanto quanto inusitada após uma série de estudos: o ar-condicionado em escritórios é um símbolo do machismo.

    De acordo os dois cientistas responsáveis, a temperatura padrão de um ar-condicionado é medida através da taxa de metabolismo de um homem de 40 anos, com base numa referência usada desde os anos 60. O impasse é que, os pesquisadores defendem que as mulheres simplesmente não têm uma taxa tão alta como essa utilizada como base.

    Sem contar também que elas possuem mais tecido adiposo, o que faz com que o metabolismo feminino tenha taxas consideravelmente mais baixas e lentas do que o dos homens. Ou seja, a temperatura acaba sendo muito mais fria para as mulheres do que para os homens!

    A real é que os cientistas sugerem que os escritórios em todo o mundo não deveriam basear as suas temperaturas em gêneros e que essa forma é machista. A gente assina embaixo!!!

     

    Vi no Lifestyle Vírgula


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?