• 24/03/2016// Por: Camila Pavani

    A pegação foi tanta que eles até levaram um tombo

    beijo

    “Olá, pode me identificar como G., L., ou E., como preferir. Faz tempo que acompanho o blog e os posts que eu mais dou risada sem dúvida são do Rapidinha com o Leitor, mas não imaginei que eu tivesse algo pra contar, não tão cedo.
    Mas vamos ao que interessa, fazia anos que eu era afim de um menino bem próximo a minha roda de amizades e acho que depois de um tempo ele também foi ficando afim de mim, o problema é que mesmo quando surgia oportunidade a gente nunca conseguia ficar seja porque alguém interrompia, ou aparecia outro boy com mais iniciativa e etc. E como além de muito teimosa me considero bastante determinada cheguei a prometer que eu ficaria com ele nem que fosse a última coisa que eu fizesse (ó as ideias da mina). Pois bem, ia rolar uma festa e eu sabia que ele ia então já fui preparada. Ao decorrer da festa sabe como é bebida vai, bebida vem, começamos a puxar assunto e resolvemos ficar do lado de fora do salão, mas como tinham uns velhos na rua resolvemos entrar de novo e nisso sabe como são os amigos né?! Já estavam todos do lado de fora pra nos zoar e acabamos ficando ali no meio mesmo até porque a vontade já era tanta que não podíamos perder mais uma oportunidade. Até ai tudo bem, o pessoal dispersou, ficamos naquela pegação louca de quem já tinha bebido um pouco além da conta e o problema é que onde estávamos era uma ladeira com chão de pedra que só terminava no estacionamento e vocês já devem ter ouvido aquele ditado: “caída de amores …” no meio da pegação não é que o menino me derruba e saímos os dois rolando pelo chão. Foi tão rápido que só lembro da sensação de estar caindo e já sentando. Quando vi ele jogado ao chão não teve jeito, foi uma crise de risos sem fim, tentamos até continuar mas acabou o clima né. Pior ainda foi voltar pra festa depois porque eu estava com a roupa rasgada, toda machucada e não tinha como disfarçar, acharam até que ele tinha me agredido e quase bateram no menino coitado.
    Moral da história: nunca se pegue com alguém bêbados e numa ladeira por mais que a vontade seja grande, não tive coragem de contar que a gente caiu então ele ficou com fama de quem tem uma “pegada bruta” e eu preferi pagar de bêbada que não lembra das coisas por ser “menos” vergonhoso, foi inesquecível e mais um pouco realmente poderia ter sido a última coisa que eu fiz dado o tamanho dos estragos.”


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?