• 11/06/2013// Por: Taty Ferreira

    Ela é a Rainha do Trono e ele não quer nem saber

    rapidinhaleitor

     

     

    “Sempre fui uma mulher parceira, e geralmente é assim que conquisto os rapazes que quero.

    Não tenho frescura em falar/ouvir ou vivenciar situações que muitos julgam  “nojentas”  em que as pessoas precisam fazer suas necessidades fisiológicas. E falar sobre isso nunca foi um problema… Até eu me envolver com um instrutor de academia que DETESTA falar/imaginar a pessoa que ele está saindo nessas circunstancias.

    Logo que começamos a sair, conversa vai, conversa vem, caímos nesse assunto e ele já foi logo deixando a deixa: “comigo não rola esse tipo de conversa, tem coisas que não precisam ser compartilhadas. Jamais vou peidar ou falar que vou “cagar” na sua frente. Com arrotos não tenho problema, mas o resto, não gosto nem de pensar.” Ali já entendi o recado. Mas para mim isso foi um “baque”, pois eu sempre falo e vivencio momentos bizarros relacionados a isso, e como ele não me “deixava” falar, aí mesmo que eu ficava nervosa e com cólica intestinal (pra não dizer outra coisa).

    Um certo final de semana fomos curtir a night, beber e tal.. não sei se só comigo isso acontece, mas beber ativa meu “relógio intestinal” (pra não dizer outra coisa),  mas beleza, agüentei a tranqueira firme e forte e dormimos juntos. Sobrevivi a esta noite.

    No dia seguinte fomos a um barzinho na frente do meu prédio com uns amigos e meu irmão. Algum miserável teve a brilhante idéia (só que não) de pedir bolinho de siri, e eu cai na besteira de comer.

    Um pouco antes de irmos embora já senti um ponta-pé no intestino, e já comecei a ficar nervosa. Chegando no apartamento dele, eu mal conseguia respirar, de nervoso e de inchada. Resolvemos deitar pra dormir e não deu 5 minutos ele já estava roncando (pra minha sorte) e eu suando frio de desespero, porque a merda já estava batendo na porta.

    No apartamento dele existem dois banheiros, um no quarto e outro na sala (praticamente do lado do quarto). Ai começa o drama. Levantei de fininho, encostei a porta do quarto, e lá fui eu. Para minha sorte, no quarto tinha um ventilador que fazia um esporro, mas para o meu azar a descarga não funcionava!!!

    E por isso existia um balde dentro do banheiro. Depois de me aliviar enchi o balde pela pia (tive que encher o balde até a metade umas 5 vezes pra descer tudo), tentando não fazer barulho e suando frio de nervoso, o problema é que tive que repetir isso as 4x que fui no banheiro, sim, QUATRO vezes, maldita bebida e bolinho de siri! Quando finalmente acabei os “trabalhos” fui deitar e com a gloria de Deus, ele não ouviu/sentiu/viu nada!

    Para resumir a história, cheguei em casa e cai na besteira de contar pro meu irmão, que no outro fim de semana, no mesmo bar, bêbado, contou tudo para ele, que tentava disfarça mudando o assunto e o meu irmão repetindo tudo só para provocar. Para minha sorte, ele ainda não desistiu de mim, mesmo depois de ouvir esse episódio.”

     

    Quem mandou a história que se identificar como Rainha do Trono


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?