• 13/08/2015// Por: Camila Pavani

    O cara era mais ou menos “machão”

    rapidinhaleitor21

     

    “Bom, conheci um cara bem mais velho, eu com 18 e ele com 34! Na hora me interessei, era forte, alto, não era tão bonito mas tinha um ótimo papo e muito charmoso! Trocamos nossos números de telefone e fomos nos conhecendo, descobri o que pude sobre ele, inclusive que ele conhecia meus tios e toda minha família desde que eu era criança! Me interessei muito e logo marcamos de sair, em segredo lógico! No dia em que saímos descobri que ele andava armado e por mias perigoso que parecesse aquele frio na barriga era sensacional, um super machão do meu lado fiquei encantada! O clima esquentou e fomos para um motel! Tava tudo ótimo, até eu tirar a blusa… Meu Deus! Ele gemia sem parar, e nem estávamos fazendo nada, ele gemia tanto que olhei pra ele pra ver se ele estava passando mal. Gemia como uma mulher, a voz afinava e ainda xingava e se auto-titulava de cachorro! Comecei a me incomodar de tanto que ele gritava. E olha que nem transamos! Quanto mais gritava mais a voz afinava, foi assustador! Nunca mais quis ver o dito cujo do machão.”


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?