• 30/12/2014// Por: Camila Pavani

    O cara gato, bombado, broxa e do pipi pequeno

    rapidinhaleitor2

     

    Olá Acid.
    Minha história é bem trágica e mais comum do que eu acreditava que fosse. A um tempo atrás vi o perfil de um cara SUPER gato no face e com centenas de amigos em comum. Vasculhei as fotos, curti a do perfil e o adicionei, porém, sem nenhuma intenção de “fisgá-lo” porque eu achei ele gato demais pra mim. Como o esperado, ele não falou comigo nem curtiu nada apesar de ter aceitado o convite. Uns três meses depois eu estava na academia tranquilinha fazendo o meu treino e eis que surge aquele deus grego, musculoso, loiro e de olhos verdes (me encanto por olhos claros), todo ‘pomposo’ entrando na academia sem camisa. Me hipnotizei pelo boy e nem fiz questão de disfarçar a minha admiração pelo que eu estava vendo.

    Mais uma vez, ele percebeu mas não deu muita bola apesar de retribuir alguns olhares. Dai em diante ele passou a frequentar o mesmo horário que eu na academia. Um dia de repente ele me chamou no chat a noite com um assuntinho nada a ver, do tipo, “e ai, fazendo o que de bom?”, justo no dia que meus pais tinham ido viajar. Não perdi tempo e disse que estava sozinha em casa, criando coragem pra ir a praia dar uma olhada no mar, já que fica pertinho. Ele perguntou onde eu morava e para a minha surpresa, ele morava na praia ao lado. Se ofereceu prontamente para me fazer companhia e marcamos de nos encontrar lá em uma hora. Conversamos durante um longo tempo e eu estava adorando a atenção que ele estava dando ao que eu falava e como desenrolamos sobre vários assuntos. Depois de uma longa conversa paramos olhando para o mar e a lua maravilhosa que estava sobre nós. O clima ficou propício e ele me beijou. Me decepcionei com o beijo porque era demasiadamente rápido e babado, a lingua era quase um liquidificador. Mas ele tinha pegada e a coisa foi esquentando mesmo assim. No calor do momento ele disse pra irmos pro canto da praia ficar mais a vontade já que ali estávamos na frente de um condomínio. Quando chegamos lá estávamos no ” vuco-vuco” e fomos logo tirando a roupa, eu estava empolgada ao extremo e ele soltou a seguinte frase “só não repara porque eu sou muito ” adrenalinizado””, eu não dei a minima para o que ele me disse, aliás, nem sabia o que isso significava.
    Acabei descobrindo da pior forma possível… Além de não ser lá grande coisa, ele era broxa, ficava nervosinho. Aquilo me desanimou e acabou com todo encanto da noite.
    Eu que já estava me imaginando fazendo inveja pras amigas, fui obrigada a descrevê-lo como “cara gato bombado broxa e do pipi pequeno!”


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?