• 23/09/2013// Por: Taty Ferreira

    O outro pegou ela no flagra

    rapidinhaleitor

    “Olá, Acid!

    Tenho 21 anos, e sempre fui o tipo de garota que nunca fica sozinha, é sempre um namorado atrás do outro. No final do ano passado, terminei um namoro de 3 anos, e estou solteira desde então. “Solteira”, né?! Porque tenho esqueminha com uns caras por aí. E, as mulheres que são espertas sabem que os esquemas só são bem sucedidos enquanto um cara não sabe do outro… E, tudo estava dando certo pra mim, até aquele dia…

    O caso é que um deles, depois de muito tempo, me chamou pra sair de novo. Eu topei. Fomos jantar, tudo na maior inocência, sem pegação e estava tudo ótimo. Enquanto estávamos no carro, voltando em direção à minha casa, foi batendo AQUELA vontade. Como eu moro com meu irmão, e ele com a família, e os motéis mais perto ficavam do outro lado da cidade, ele teve uma ideia. Achou no porta-luvas do carro a chave de uma sala comercial que ele havia alugado há muito tempo, que fica perto da minha casa. No começo fiquei apreensiva mas depois eu entrei no clima…

    Chegando na tal “sala”, descobri que era um prédio, onde haviam inúmeras salas comerciais. Mas, como a porta da frente estava trancada, achei que estivesse segura. Achamos a porta da sala dele (que, estava vazia, e o proprietário não havia trocado o segredo das chaves), e pronto. Matamos a vontade, a saudade, e ainda ficou um crédito. Foi ótimo (fora o fato de a sala estar vazia e eu ter ralado meu traseiro no carpete).

    A sala tinha um banheiro, e conseguimos fazer a higienização básica para podermos sair de lá.

    Nessa hora, ouvimos o barulho da porta da frente do prédio abrindo! Ficamos apavorados. Poderia ser um novo locatário, ou o dono da sala, ou qualquer outra pessoa… Ficamos em silêncio por 15 minutos, e a pessoa que entrou, foi para uma sala próxima a que estávamos.

    Ok, demos risada, caímos na real depois de toda a loucura, e resolvemos sair.

    Olhei pelo olho mágico antes de sair, e não havia ninguém no corredor… Saí pé ante pé da sala, até as escadas, de onde ninguém que saísse das salas pudesse me ver, exceto por uma porta. Pois bem, enquanto o cara fechava a sala, eu estava escondidinha na escada, e ouço o barulho de uma porta abrindo… E, para a minha sorte, ERA O OUTRO!

    Ficamos os três trocando olhares sem dizer uma palavra. Até que o que estava comigo notou que eu conhecia o outro cara, e o outro cara percebeu que eu estava de rolo com o primeiro.

    O segundo cara, não me dirigiu a palavra, disse apenas para deixarmos a porta da frente destrancada, pois ele também já estava de saída…

    Resultado: o cara que me deu um flagra nunca mais me procurou, e agora estou de rolo só com o maluco que me levou naquela sala. Não posso reclamar, ele é um cara com quem eu gostaria de ficar pro resto da vida, mesmo tendo começado tudo de um jeito errado…”

    História enviada pela Ana Luísa


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?