• 02/12/2015// Por: Camila Pavani

    Querida, cheguei!

    rapidinhaleitor211

     

    “Oi Acid. Boa? Cumé que c tá?”

    Sou sempre muito zuado por ser azarado e protagonista de histórias que dariam filmes. Essa é uma delas! Na época eu tinha 16 anos e era um jovem do interior e cheio de desejos em pegar mulheres mais velhas até aquele carnaval! Uma “coroa” de trinta e poucos anos troca olhares na pista comigo e ela decide que eu seria sua presa. Eu, como todo garoto ingenuo nem percebi o fato. Mas ela deu jeito de se fazer entender. Já estabelecido contato e depois de alguns poucos drinks a conversa desenrola.

    Ela me disse para irmos pra casa dela. Ela me disse que morava pertinho e que a família dela estava no baile. Era tranquilo! Com 16 anos eu iria até pro palco com ela! Chegando lá, percebo algumas fotos de família e ela abraçada com outro cara. Logo pensei: A peste é casada!? Vai dar merda! Lembrei da filosofia de um tio (desses bem putão que todo mundo tem) “Deus deu ao homem duas cabeças. Mas sangue insuficiente para as duas funcionarem ao mesmo tempo”. Como a de baixo estava na ativa larguei de mão e fomos pro rala e rola!

    Já tinha se passado 10 ou 15 minutos (com a minha experiencia sexual e 16 anos? Já tinha gozado duas vezes e ela se deliciando com a situação e looooooonge de gozar); a porta da casa abre e eu ouço o famoso “Querida cheguei!”. Estávamos na varanda da casa da mulher e lá tinha um muro baixo. Passei a mão na minha roupa e parti em direção ao muto. De um lado tinha 1,20 de altura mais ou menos, do outro uns 6 metros! Era o campo de futebol da cidade. o desnível era absurdo! Minha sorte que estava em obras e tinha uma mistura de mato e areia no canto do muro que amorteceu minha queda. Devia ser mais uma obra  abandonada! GRAÇAS A DEUS!

    Vesti minha roupa ali ao som de,“quem tava aqui com você sua puta?” e até hoje temo ter ouvido o marido gritando que ia pegar a arma pra me matar a mulher!

    Ps: Nunca mais peguei mulher casada!

     

    ________________________________________

    História do Anderson, que deu a maior sorte no final das contas.

    Manda a sua também! É blog@acidezfeminina.com.br


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?