• 26/10/2015// Por: Camila Pavani

    Uma trágica história de primeira vez

    rapidinhaleitor211

     

    “Sim, perdi a virgindade aos 24 com um desconhecido, mais especificamente com um carinha escroto que eu encontrei no Tinder.

    Estava cansada de tudo, nunca me apaixonei, nunca namorei e esse ano foi de mudanças, resolvi fazer uma coisa que já tinha muita vontade: sexo, sexo sem amor, sem compromisso. Só sexo.
    Antes que me indague, venho de uma família cheia de tabus onde tem que se casar virgem, com um cara da mesma religião mas, isso já é outra história.

    Apesar de, não me encaixar na família, tentei seguir os passos até que resolvi dar (literalmente) um basta mas, não entrei no Tinder à caça, queria fazer tudo ‘certinho’. Três encontros e pá. Só que eu marcava e nunca ia, fiquei nisso por quase 1 ano ate que esse mês, um dos carinhas que eu enrolei bastante me chamou para “assistir um filme” no ape dele e eu topei.

    Eu sabia que ele queria sexo, eu também queria. E seria tudo perfeito sem perguntas, sem comentários na família, afinal, ele não conhece ninguém do meu círculo de amizades.

    Chegando no ape ele perguntou se eu queria beber ou comer alguma coisa e fomos pro quarto onde tinha uma
    playlist de clipe pop, beleza! Até que nós nos beijamos e ele já estava em cima de mim querendo meter. E o pior, ele estava de roupa, só com o pênis pra fora.

    Eu pensei: pera lá, não é assim. Tirei a blusa dele, tentei beijar mais pra eu sentir tesão ao menos, ele colocou a camisinha e simplesmente começou a meter. Eu gritei, gritei muito, até ele parar. Aí eu disse: “Porra, vai devagar eu nunca transei”. Ele olhou para minha cara e começou a tentar me masturbar… Tentar porque o que ele estava fazendo era irritante e eu apesar de virgem conhecia meu corpo. Coloquei o dedo dele no lugar certo e novamente ele partiu para meter como uma metralhadora. Nossa como eu gritei! Ele resolveu me pegar de lado e é óbvio que não deu normal, doeu muito!

    E eu achando que não podia ficar pior: a camisinha ficou dentro de mim. Ok, calma, é só tirar e acabou. Ele dormiu. Eu fiquei um pouco deitada pensando no babaca que vou lembrar pro resto da minha vida até que ele acordou e mudou a estratégia, me beijou, acariciou e mandou eu fazer oral nele. Mas ele queria mais e só tinha aquela camisinha que tinha ficado dentro de mim ou seja, não iria rolar mais nada, falei com ele e me veio com papo de só a cabecinha.

    Eu sou baixinha, imagina eu sendo baixa com um homem de quase 1,80 em cima de mim querendo me penetrar, foi muito complicado sair dessa situação. Até quando eu não tinha mais argumentos e gritei: “Você não me conhece, eu posso ter alguma doença, larga de ser babaca”. Ele parou e disse que eu tinha razão e meio que me expulsou do ape dele.

    Eu sei que fui louca, eu sei que ele queria só transar. Mas eu também queria, não esperava um príncipe, mas queria que ele me desse ao menos um orgasmo, é pedir demais? Eu estava lá, querendo sexo e ele não fez o mínimo do papel dele.

    Sempre li que homens são egoístas na cama, mas não esperava que fossem tanto. Sem contar que só a cabecinha NÃO ROLA! Porra, não é não!! É muita babaquisse ver que a mulher não quer e ficar insistindo!

    Sei que tem meninas na mesma situação que eu, então não transem sem camisinha, jamais!!!

    E meninos parem de forçar a barra, isso é chato e aterrorizador!!!”

     

    ___________________________________________

    Essa foi a história da Rafaela (nome fictício), meio trágica, mas com um bom ensinamento. Se você também tem uma história pra gente rir ou chorar juntos, manda no email!

    Já sabem né? blog@acidezfeminina.com.br


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?