• 16/04/2015// Por: Camila Pavani

    Veja o que o anticoncepcional realmente faz com a sua libido

    anticoncepcional-libido

     

    Você pode ter ouvido algumas pessoas se queixarem de que o anticoncepcional levou embora o seu desejo sexual. Talvez você mesma tenha pensado isso. O que está por trás disso, e como você pode garantir que isso não aconteça com você? O Buzz Feed conversou com os ginecologistas Jennifer Gunter e Mary Jane Minkin para obter mais informações. Veja o que você precisa saber.

    De acordo com a pesquisa, algumas mulheres relatam um maior impulso sexual usando a pílula, outras relatam um desejo sexual mais baixo, e algumas não notam diferença.

    Diversos estudos analisaram este problema, todos com resultados conflitantes. Alguns encontram uma correlação entre o anticoncepcional e a baixa libido para algumas mulheres (mas não todas), enquanto outros não acham nenhuma ligação significativa. Outros estudos mostram que algumas mulheres relatam um maior impulso sexual com a pílula ou nenhuma mudança. Basicamente, existem diversos casos diferentes.

    Mas quando você olha para as resenhas de múltiplos estudos sobre o assunto, parece que a maioria das mulheres não relata qualquer problema. Apenas cerca de 15% das mulheres notaram uma redução na libido enquanto tomavam pílula, de acordo com uma resenha de 2013 no European Journal of Contraception and Reproductive Health Care, que examinou 36 estudos entre 1978 e 2011. E infelizmente, não está claro se a pílula estava realmente causando a redução em todos esses casos, já que há uma série de outros fatores que influenciam na libido, diz Gunter.

    Mas, obviamente, há mulheres que juram que a pílula aniquilou o seu desejo sexual. Então o que está acontecendo?

     

    COMO A PÍLULA PODE INIBIR SUA LIBIDO

    Tomar anticoncepcionais hormonais pode prejudicar os seus níveis de testosterona. Eles trabalham liberando hormônios que impedem a ovulação. Então, se você está usando a pílula, o anel, o adesivo, a injeção, ou o implante, você não está ovulando a cada mês (eba, nada de bebês). Mas os seus ovários também são responsáveis por produzir testosterona, que é considerada importante para o seu desejo sexual, diz Minkin.

    Além disso, o estrogênio no anticoncepcional pode aumentar a globulina ativadora de hormônios sexuais (SHBG), que se liga à testosterona e assim reduz a quantidade da mesma em circulação no corpo, diz Gunter. Um estudo de 2006 no Journal of Sexual Medicine descobriu que quem toma pílulas anticoncepcionais tem uma quantidade de SHBG quatro vezes maior do que mulheres que nunca tomaram. Então isso também pode ter um papel.
    E finalmente, impedindo a ovulação, você não terá aqueles picos de testosterona de meio de ciclo que algumas mulheres dizem ser o motivo por ficarem muito excitadas quando estão ovulando. Em vez disso, o anticoncepcional faz com que seus níveis hormonais fiquem relativamente estáveis durante todo o mês. Nem todo mundo sente esses altos e baixos ao longo do seu ciclo, mas se antes de iniciar o anticoncepcional você costumava ficar louca por sexo perto da ovulação, você pode perder isso uma vez que começar.
    E o anticoncepcional pode também tornar difícil a lubrificação. Para algumas mulheres, usar um anticoncepcional de baixa dosagem pode tornar a lubrificação uma tarefa. E enquanto isso não é necessariamente um sinal de baixa libido, é difícil ficar no ponto quando você se sente como se tivesse com o Sahara lá em baixo.

     

    MAS LIBIDO É MAIS DO QUE APENAS HORMÔNIOS

    Antes de jogar o seu anticoncepcional no lixo, veja essas duas importantes ressalvas:

    1. A libido é realmente difícil de medir. É importante notar que todo mundo pode ter sua própria definição única do que “baixa libido” significa. Isso significa que o pensamento de sexo cria uma repulsa em você agora… ou significa que você não quer espontaneamente pular no seu cônjuge tanto quanto costumava fazer? Isso também pode ser por que é muito difícil definir os efeitos exatos que o anticoncepcional poderia ter sobre seu desejo.

    2. Sua libido é impactada pelo hábito mais do que apenas pela testosterona. Pense em todos os pequenos fatores que compõem o seu desejo sexual. Sim, os hormônios podem certamente ser parte dele, mas e suas emoções, respostas fisiológicas, estado de relacionamento, conforto com o seu parceiro, imagem corporal, nível de estresse, as atitudes sobre a intimidade e todas as outras coisas divertidas? Claro, a maioria das mulheres terá níveis de testosterona mais baixos com a pílula, mas isso não significa que você vai definitivamente sentir uma perda de desejo, diz Gunter.

     

    E O QUE FAZER QUANDO SEU APETITE SEXUAL ESTÁ CAINDO

    Com isso dito, aqui está o que fazer se você estiver tomando anticoncepcional e o seu desejo sexual não estiver mais como costumava ser.

    1. Pense em quaisquer outros fatores que podem estar interferindo. Os antidepressivos são uma das causas mais comuns de libido reduzida, diz Minkin. Mas um desejo sexual reduzido também pode ser de estresse, ansiedade, problemas de saúde, problemas de relacionamento ou uma tonelada de outros fatores. Mesmo estando em uma relação fantástica, a longo prazo ela pode ser associada com o desejo menos espontâneo ao longo do tempo. Basicamente, pense bem antes de jogar fora seu anticoncepcional. Se você ainda está certa de que é o anticoncepcional e quiser tentar outra pílula ou método para ver se isso faz diferença, certamente não existe nenhum mal nisso, diz Gunter.

    2. Considere a mudança para outra pílula que funcione melhor com o seu corpo. Alguns comprimidos são conhecidos por serem um pouco mais duros com a libido do que outros com base no tipo de progesterona sintética que eles contêm, diz Minkin. Por exemplo, Yaz e Yasmin contêm drospirenona, que é um antitestosterona e, portanto, ótimos para a acne, mas podem potencialmente afetar sua libido. Enquanto isso, pílulas como Lybrel e Lutera contêm levonorgestrel, que atua como testosterona e pode realmente ser melhor para a libido.

    Dito isso, estes não são os efeitos que TODAS podem esperar dessas pílulas. Você pode ter uma libido muito maior tomando algo como Yasmin, sabendo que sua pele está limpa e você está com um anticoncepcional confiável. O corpo de todo mundo é diferente. Poderia tentar então o método de tentativa e erro.

    3. Considere mudar para um DIU, especialmente para os de cobre. O DIU de cobre é livre de hormônio, por isso não deve ter qualquer efeito sobre o seu desejo sexual. O DIU hormonal também seria uma aposta bastante segura, uma vez que, na verdade, não encerra a ovulação, e a quantidade de progestina sintética que é absorvida em sua corrente sanguínea seria minúscula, diz Minkin. E, obviamente, há sempre o preservativo.

    4. Pense em usar um lubrificante. Se o ressecamento é o seu problema, lembre-se de que a lubrificação e o desejo nem sempre andam de mãos dadas. Você pode estar com muito tesão e não ficar molhada, por qualquer razão (como se estivesse usando uma pílula de baixo estrogênio). Se for esse o caso, o lubrificante pode ser extremamente útil para acelerar as coisas.
    Resumindo: se o seu desejo sexual não está como costumava ser, pode não ser culpa do anticoncepcional. Mas vale a pena falar sobre isso com o seu médico de qualquer maneira. Eles podem ajudá-la a delinear as causas e a descobrir como melhorar sua vida.

     

     

    Matéria da Casey Gueren do Buzz Feed


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?