• 03/09/2020// Por: Mariana Martins

    FETICHES SEXUAIS vs. FETICHES DA VIDA ADULTA!

    Os usuários do Twitter em uma quarta- feira (19/08) resolveram fazer uma “LISTA DE FETICHES” que circulou na rede social para quem quisesse compartilhar suas experiências e desejos, como : sexo em local público, sadomasoquismo, ménage a trois, entre outros… E claramente os internautas brasileiros não deixaram passar em branco e fizeram da lista um meme, a transformando em uma LISTA DE FETICHES DA VIDA ADULTA!

    A LISTA DE FETICHES contou com indicação de acessórios, posições e práticas sexuais. A brincadeira tem como objetivo responder a pessoa que enviou a lista dizendo se faria ou não com ela! E claro que não deixaríamos de detalhar esses desejos presentes na lista! 


    Plug de Rabinho: é usado para a penetração anal, que é colocada no ânus, fazendo uma imitação de um “rabinho”.

    Xingamento: com toda certeza é o mais comum, quem nunca xingou ou foi xingado durante sua relação sexual que atire a primeira pedra! Mas devido ao isolamento social esta tem sido uma maneira de apimentar o sexo virtual! 

    Sexo em lugar público: tenha cuidado para realizar esse fetiche ,  porque transar na rua, ou até dentro do carro, é crime previsto pelo Código Penal.


    Coleira: usada constantemente no mundo do BDSM, usar uma coleira pode dar ideia de submissão.

    Enforcar: a prática, para algumas pessoas, é fonte de prazer. entretanto, fique em alerta para o risco do estrangulamento durante o sexo.

    Levar/dar tapa: É bastante comum, muitas pessoas gostam de levar um tapinha de vez em quando, porém, práticas de apanhar e bater devem ser feitas de forma segura e com consenso dos participantes, ok?

    Ménage a trois: transar com três pessoas é bem presente entre os fetiches da lista. Se você quer testar um dia, leia relatos de quem já fez, faça essa proposta para seus contatinhos e manda ver com quem topar!

    Sadomasoquismo: para quem gosta, prazer e dor andam lado a lado. Vale a pena, tanto quanto encontrar satisfação na “sofrência”, reconhecer o estímulo que a sensação de alívio pode causar. Porém essa “sofrência” não é realizada escutando Marília Mendonça, pesquise sobre o assunto e esteja ciente que seu parceiro ou parceira esteja de acordo!

    Usar fantasias: bem, o figurino na hora H pode ser um diferencial. Uma dica para quem está a fim de testar novas roupas é garantir o envolvimento e, se não der certo, ter um plano B programado (mudar de ambiente, propor novos fetiches pode manter o tesão em alta). Capriche na fantasia e manda ver!

    Posição 69: é cumplicidade que chama, né? Para incluir essa posição na vida sexual, em que os parceiros se estimulam simultaneamente, é necessário se atentar ao conforto e relaxamento dos dois, esta posição permite que você explore as zonas erógenas de maneira abrangente.

    Música de fundo: que tal ritmar o vai e vem com a trilha sonora? Há playlists em plataformas de streaming — e claro, você pode criar uma própria para acompanhar a transa. Se você nunca tentou saiba que aquela música sensual ao fundo tem todo um diferencial! Aqui mesmo temos uma playlist maravilhosa para você testar!

    Algema/venda: pode ligar para a sua loja de brinquedos eróticos preferida e comprar já a sua! O uso de algemas e vendas nos olhos é bastante comum entre quem prefere o jogo da submissão. Só tome cuidado, como no uso de outros acessórios eróticos, para não se machucar, certo? E também não perca a chave!

    Marca de chupão: poderia estar na lista das preliminares controversas por ser uma coisa de “adolescente”, mas há quem curta um “registro” do contato sexual na pele. 

    Mommy/Daddy: interpretando papéis, o fetiche relaciona a dominação dos parceiros, que são “pais” ou “mães” dos dominados.

    Como as pessoas na rede social não perdem tempo, a lista também mudou de teor e se tornou de “FETICHES DA VIDA ADULTA”, de militância e até de desejos mais inocentes como por exemplo: 

    E você? Qual fetiche sexual e qual fetiche da vida adulta você tem?

    Retirado de UOL


    Gostou? Compartilhe


Taty Ferreira

Blogueira

/acidezfeminina
/acidezfeminina
/AcidGirlTestosterona
/acidezfeminina
/AcidezFeminina
/AcidezFeminina
Olar bandiputo!!!

Natural de Araxá/MG, tem 30 anos, é blogueira, youtuber, empresária, escritora, modelo, atriz e mentirosa. Produz conteúdo para a internet desde 2009 e ama o fato de poder trabalhar usando pijama. Tem uma missão de que é lembrar as mulheres de depilarem seus bigodes. Você, mulher, já depilou seu bigode essa semana?